tips for native ads

AD CREATIVE

Vittoria Guerrini by Vittoria Guerrini | fevereiro 1, 2022

Campanhas nativas para dispositivos mobile são uma forma cada vez mais popular de atrair a atenção dos usuários sem interromper a experiência no aplicativo. De acordo com pesquisas recentes, no ano passado, o gasto com anúncios nativos nos EUA subiu 21%, o que equivale a US$ 57 bilhões. Espera-se que o mercado global de publicidade nativa chegue a US$ 400 bilhões em 2025. Os estudos também descobriram que esse tipo de anúncio funciona melhor para gerar engajamento e combater o desgaste dos anúncios.

Então, o que são anúncios nativos para dispositivos mobile

Anúncios nativos são criados para que se mesclem ao conteúdo ao redor. Diferentemente do que ocorre com os anúncios tradicionais, que são fáceis de ignorar e podem ser invasivos, a função e o estilo dos anúncios nativos são semelhantes aos da plataforma, seja ela um jogo, um aplicativo de notícias ou uma plataforma de compartilhamento de vídeo. Em vez de interromper a experiência do usuário, o objetivo é a integração com o aplicativo.

Se feito corretamente, eles podem ser mais fáceis de entender, aumentam o reconhecimento da marca e alcançam usuários que podem ser resistentes a anúncios tradicionais. Enquanto os benefícios das campanhas nativas são claros, pode ser complicado fazer dar certo.

Como criar uma campanha nativa com bom desempenho 

Uma vez que os anúncios nativos precisam corresponder ao ambiente único do aplicativo, eles exigem maior coordenação entre publishers e anunciantes. No caso dos anúncios criativos, isso significa que há limites para as opções de design, os layouts e os tipos de ativo que podem ser usados.

As equipes de aquisição de usuários também precisarão de mais tempo para chegar a uma estratégia que funcione. Mesmo que os anúncios tenham um excelente design, eles não serão bem-sucedidos se não houver um bom equilíbrio entre se aproximar da aparência do publisher e atrair a atenção dos usuários. As equipes de aquisição de usuários terão que fazer experiências para chegar à melhor combinação.

Dicas para melhorar seus anúncios nativos

Para criar uma campanha nativa, os mesmos princípios básicos continuam valendo. Assim como com campanhas que não são nativas, comece familiarizando-se com seu aplicativo e com o cliente. Descubra quem é seu público-alvo, o que ele lê e o que segue. Além disso, procure conhecer o ambiente nativo, como os usuários se comportam e quais formatos estão disponíveis.

Como com qualquer outra campanha, defina seus objetivos antes de começar e identifique seus KPIs. Decida se pretende fazer otimizações para instalações ou compras no aplicativo, qual é sua meta de CPI ou se o objetivo principal é aumentar o reconhecimento da marca. Depois de definir suas metas, faça experiências e analise os resultados. Para começar, seguem algumas dicas para criar uma campanha bem-sucedida:

1. Não interrompa o fluxo

Lembre-se de que o objetivo é criar uma experiência tranquila para o usuário. O anúncio deve se comportar como os elementos nativos que o cercam. Por exemplo, anúncios estáticos em aplicativos de notícias devem ter a mesma fonte, cores e estilo de imagens que os artigos nativos. Os designs com aparência de spam, como pop-ups, interrompem o fluxo do aplicativo, e qualquer coisa que pareça anúncio será ignorada pela usuário.

Em vez disso, apoie-se na experiência. Por exemplo, nunca mostre dispositivos ou mãos segurando dispositivos nos anúncios. Uma vez que o usuário já está no dispositivo, lembrá-lo disso interrompe a imersão e cria barreiras ao engajamento.

2. Evite usar clickbaits

É imprescindível que os anúncios nativos não tentem enganar o usuário. Lembre-se de que o propósito não é gerar cliques, mas conquistar a confiança. Concentre-se em passar uma mensagem clara com componentes que funcionam bem um com o outro, em vez de usar CTAs grandes e chamativos que forcem o usuário a clicar. Nunca adicione mais de um CTA. Isso só polui o design e confunde os usuários. Transmita aos possíveis clientes uma mensagem clara e convincente que os intrigue a saber mais.

3. Nativo não significa camuflado

Campanhas nativas assemelham-se ao conteúdo do aplicativo, mas elas também devem ser atraentes e se destacar. Não se esqueça de usar o que aprendeu com outras campanhas sobre o mercado vertical de aplicativos.

Por exemplo, descobrimos que, quando trabalhamos com aplicativos financeiros ou redes sociais, imagens altamente produzidas e de bancos de imagens tendem a ter desempenho inferior em comparação com conteúdo gerado por usuário ou imagens da interface. Faz sentido. Clientes potenciais querem ver o aplicativo validado por outras pessoas e querem saber como é a interface primeiro.

4. Aproveite a experiência do usuário e a interface do ambiente nativo

A aparência é importante, mas não basta imitar o conteúdo nativo. Crie anúncios que usem a experiência do usuário de forma inteligente. Considere não apenas o que os usuários veem, mas seus objetivos imediatos e de longo prazo no aplicativo.

Por exemplo, um anúncio colocado no ambiente de um jogo deve estar relacionado ao que o jogador pode querer fazer. Ele pode estar explorando o terreno ou tentando ganhar um prêmio. Na Liftoff, trabalhamos muito com aplicativos Social Casino, e temos tido êxito com anúncios inspirados na experiência de cassino no mundo real. Por exemplo, vouchers têm bom desempenho porque estão alinhados aos objetivos do jogador no aplicativo.

5. Transmita uma mensagem clara

No caso dos anúncios nativos, há um limite de ativos que você pode usar para impressionar o usuário. Contudo, você ainda quer que ele descubra e explore seu aplicativo. Quando em dúvida, recomendo um design simples contendo o logotipo, o ícone do aplicativo, o título e um CTA claro. Isso dá mais resultado do que um anúncio poluído com excesso de imagens chamativas.

É importante que a mensagem possa ser entendida de relance. Se for complicada demais, os usuários podem ignorá-la ou clicar por engano achando que é outra coisa.

6. Facilite a execução dos testes A/B  

O uso de apenas alguns elementos de design traz outros benefícios: simplificam os testes A/B. Se o anúncio for estático, siga o estilo do aplicativo (cor, fonte, tipos de imagem). Se for vídeo, atenha-se ao formato. Ao fazer experiências, mude apenas um elemento por vez. Assim que você descobrir a melhor combinação de ativos, use-a repetidas vezes.

7. Oriente-se pelos dados

Uma vez que os anúncios nativos são criados para um ambiente específico, pode levar mais tempo para descobrir o que funciona ou não. No entanto, isso não significa que você não deva fazer o acompanhamento. Quando optamos por usar uma fórmula que dá bons resultados, sempre temos milhares de instalações para fundamentar o que aprendemos.

As campanhas nativas são uma oportunidade única para aproveitar o contexto de um aplicativo com o intuito de atrair atenção para nosso anúncio. Dito isso, a abordagem básica do design e do teste de anúncios criativos ainda é a mesma. Faça muitas experiências, acompanhe os resultados e você provavelmente encontrará uma estratégia que funcione.

Confira nossa edição atualizada de 2021 do Índice de criativos mobile da Liftoff, que você pode baixar gratuitamente para saber mais sobre todos os tipos de formato de anúncios criativos. Descubra como é o desempenho de cada um e como é possível aprimorar os banners, os anúncios interativos e muito mais. Você também pode ler sobre como otimizar as campanhas de vídeo com Thomas Zuko, produtor líder de anúncios criativos, e descobrir como executar testes de anúncios criativos para dispositivos mobile também.